Saude

Cigarros electrónicos ou adesivos de nicotina

Deixar de fumar é para muitas pessoas um verdadeiro desafio, especialmente se fumam há muitos anos. Tradicionalmente os adesivos de nicotina são vistos como uma das formas mais eficazes de deixar de fumar, pois ajudam a reduzir a necessidade de nicotina do corpo de forma progressiva.

No entanto em alguns países os cigarros electrónicos têm ganho muita popularidade nos últimos anos e existem agora estudos que mostram que estes cigarros podem ser pelo menos tão eficazes como os tradicionais adesivos.

Um estudo realizado por uma equipa de investigadores da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, foi apresentado agora na Sociedade Europeia Respiratória e mostra que em termos de eficácia os cigarros electrónicos e os adesivos apresentam resultados muito semelhantes, sendo que o uso de cigarros ajuda até a diminuir o número de cigarros fumados por dia.

Este estudo contou com a participação de 657 pessoas e revelou que 7.3% das pessoas que usaram cigarros electrónicos deixaram de fumar ao fim de 6 meses, comparado com as 5.8% que usaram o adesivo e pararam de fumar no mesmo espaço de tempo. Ao fim desses 6 meses, 57% dos utilizadores do cigarro electrónico baixaram para metade o número de cigarros fumados, contra apenas 41% das pessoas que usaram o adesivo de nicotina.

Os cientistas especulam que o cigarro electrónico possa ser mais eficaz pois para além de suprimir a necessidade de nicotina do corpo também simula o gesto de fumar, e isso reduz a necessidade dos fumadores.

No entanto os críticos avançam que a amostra não foi suficientemente grande e é ainda necessário estudar mais seriamente os efeitos a longo prazo do uso de cigarros electrónicos. Vários países europeus estão a criar legislação para o uso destes cigarros, tratando-os como outros medicamentos.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *