Saude

A dieta Mediterrânica

A dieta mediterrânica tem sido considerada uma das melhores dietas do mundo sendo reintroduzida e aprovada pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Este tipo de alimentação é consumido pelos povos do mediterrâneo, em especial a Grécia, com destaque também para Portugal e Espanha e inclui:

azeitonas e azeite
cereais
pouca carne vermelha
peixe e marisco
queijo e leite
vegetais e fruta
legumes e frutos secos
vinho tinto

As populações do Mediterrâneo apesar da tendência para consumir alimentos com gordura, têm as menores incidências de doenças cardiovasculares e cancro do mundo. Apesar da contradição, a diferença é que nestes países se consome azeite que é uma gordura monoinsaturada que mantém as artérias limpas.
É claro que isto não se deve só ao consumo de azeite, mas também de alimentos ricos em fibras e antioxidantes dos vegetais, legumes e frutos secos, baixo consumo de carne vermelha, e elevado consumo de queijo e iogurte.

Fazer uma dieta mediterrânica

Em nutricionismo, a base da pirâmide dos alimentos é composta por cereais, massa batata e arroz. A seguir temos os frutos, legumes, frutos secos e vegetais que devem ter uma porção generosa na alimentação diária. Deve consumir-se semanalmente carne de aves, ovos, peixe e, a carne vermelha mensalmente. Seguere-se que se beba cerca de seis copos de água pura por dia (cerca de 1,5 litros). Para quem não tenha restrições o consumo moderado de vinho tinto completa bem uma refeição.

Para conseguir uma dieta mediterrânica saudável deve:

Substituir o óleo por azeite, assim como a margarina e manteiga, mantendo assim um nível baixo de calorias.
Incluir muitos vegetais na dieta diária, que são ricos em fibras e antioxidantes.
Consumir cereais que são ricos em fibra e batatas.
Comer carne de aves e ovos que são boas fontes de proteínas.
Comer peixe que é rico em omega-3, que são bons para o coração e cérebro. O peixe tem baixas calorias e pouca gordura.
Limitar o consumo de carne vermelha para uma ou duas vezes por mês. A carne vermelha tem imensas gorduras saturadas que fazem mal ao coração.
Usar legumes e frutos secos nos pratos diários. As nozes e os legumes são ricos em fibras e proteínas. Use favas e outros grãos secos. As nozes e amendoas são deliciosas e ajudam-nos a mastigar bem os alimentos.
Aprecie fruta fresca à sobremesa que têm baixas calorias mas têm bastante fibra e nutrientes.
O Iogurte e o queijo são ótimas fontes de cálcio.
Beba bastante água fresca, cerca de seis copos por dia. Pode beber um ou dois copos de vinho, mas não o faça se estiver grávida, se for menor de idade, se tem alguma condição de saúde que o impeça, se conduzir ou operar máquinas.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.